Guardião da Verdade

Fórum para estudos teológicos.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 A ciência ateísta e o comportamento humano

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Ronaldo
Administrador
Administrador


Masculino Número de Mensagens : 125
Data de inscrição : 01/01/2008

MensagemAssunto: A ciência ateísta e o comportamento humano   1/2/2008, 01:19

Todos traem, mas a Bíblia é contra e a ciência ateísta é a favor. Os Cristão que traem estão indo contra os ensinos de Cristo, os ateus no entanto não tem obstáculos e sim incentivos. Agora, isso não faz muita diferença, mas num futuro hipotetico quando a religião deixar de existir e a ciência ateísta reinar, muitos se submeterão com prazer aos oráculos epistemológicos. Mesmo hoje vemos alguns colocando tópicos defendendo teses sobre uma futura sociedade bisexual, por exemplo, essas manifestações ainda são meio timidas, mas com o incentivo ateísta muitos sairão do armário, assim como fizeram os ateus quando ganharam o escudo darwinista. Note que todos estão com um tom de predição.

1. Humanidade será bissexual, diz cientista italiano
http://noticias.terra.com.br/ciencia/interna/0,,OI1840229-EI1827,00.html

2. Fidelidade está com os dias contados, prevê sexóloga
http://g1.globo.com/Noticias/Rio/0,,MUL107541-5606,00-FIDELIDADE+ESTA+COM+OS+DIAS+CONTADOS+PREVE+SEXOLOGA.html

3. Todos vão trair
http://www.terra.com.br/istoe/edicoes/1974/artigo59608-1.htm
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://foroadventista.com/index.php/board,17.0.html
Ronaldo
Administrador
Administrador


Masculino Número de Mensagens : 125
Data de inscrição : 01/01/2008

MensagemAssunto: Re: A ciência ateísta e o comportamento humano   5/9/2008, 09:41

Querem destruir o casamento

A matéria de capa da revista Galileu deste mês chama atenção para uma onda que vem ganhando força: a dos que usam a ciência para tentar justificar a poligamia. A psicanalista e sexóloga Regina Navarro e seu livro A Cama na Varanda são citados no texto. No capítulo "O futuro que se anuncia", ela defende que o individualismo típico do século 21 irá levar ao fim o amor romântico, que é aquele que, segundo a autora da matéria, "carrega a idéia de exclusividade, de fusão do casal, de alma gêmea e de que um só deve ter olhos para o outro. Será? E o que virá no lugar dele?"

Entre os exemplos de relacionamentos que poderão "vingar" no futuro, segundo a especialista, está o poliamor. O termo é uma tradução livre para a língua portuguesa do neologismo inglês "polyamory", que significa "muitos amores" e descreve relações amorosas que recusam a monogamia como princípio ou necessidade. O poliamor defende a possibilidade prática e sustentável de se envolver em relações íntimas, profundas e eventualmente duradouras com vários parceiros simultaneamente.

Segundo Galileu, o movimento existe de modo organizado nos Estados Unidos, Alemanha e Reino Unido há cerca de 20 anos, mas começou a conquistar mais visibilidade e adeptos - inclusive no Brasil, onde ganhou uma comunidade no Orkut com mais de 600 participantes - mais recentemente. Em 2005 realizou-se a primeira Conferência Internacional sobre Poliamor em Hamburgo, na Alemanha. O termo ganhou um verbete na Wikipédia e tem mais de 700 citações no Google em português e mais de 800 mil em diversos idiomas. Sites oferecem desde dicas para a relação entre poliamantes até músicas, ensaios, artigos, filmes e literatura de ficção sobre o assunto. Existe até uma organização sem fins lucrativos que promove e apóia os interesses de indivíduos com relacionamentos ou famílias múltiplas, a Polyamory Society.

Nota: Parece não haver limites para o distanciamento humano dos planos originais de Deus. O Criador estabeleceu a monogamia como padrão para o relacionamento homem-mulher. Em Gênesis, encontramos a seqüência idealizada por Deus: (1) o homem e a mulher deixam pai e mãe (casamento) e (2) tornam-se os dois uma só carne. Qualquer indivíduo que se insira intimamente no âmago dessa relação acarreta problemas. Basta ver o rastro de tristeza e destruição deixado por aqueles que praticaram a poligamia e cuja história está relatada nas páginas das Escrituras. Pesquisas têm demonstrado que relacionamentos sexuais desprovidos de amor e compromisso geram baixa auto-estima e depressão (especialmente nas mulheres), numa evidência de que, ao contrário do que ensinam alguns darwinistas, não fomos feitos para apenas propagar nossa bagagem genética. Fomos criados para amar e ser amados. E é no contexto do casamento, do (único) sexo seguro e comprometido, que o amor e a satisfação se manifestam plenamente (se o sexo pelo sexo fosse tão bom assim, num dos países em que mais se faz sexo, como o nosso, não haveria tanta gente insatisfeita com sua vida sexual [mais de 40%, segundo pesquisa recente]).

Finalmente, é interessante (e triste) notar como o darwinismo está cada vez mais sendo usado (consciente ou insconscientemente) pelos seus defensores contra as duas instituições originadas por Deus lá no Éden: o casamento monogâmico e o sábado, como memorial da Criação.[MB]

http://criacionista.blogspot.com/2008/05/querem-destruir-o-casamento.html
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://foroadventista.com/index.php/board,17.0.html
Ronaldo
Administrador
Administrador


Masculino Número de Mensagens : 125
Data de inscrição : 01/01/2008

MensagemAssunto: Re: A ciência ateísta e o comportamento humano   5/9/2008, 09:50

A Imprescindibilidade de Bases Meta-Éticas Teológicas para a Moralidade


William Lane Craig
Tradução: Wagner Kaba

Há um contraste entre o teísmo e o naturalismo com relação à fornecer uma base adequada para a vida moral. É mostrado que em uma cosmovisão teísta há um fundamento adequado para a afirmação de valores morais objetivos, obrigações morais e responsabilidade moral. Em contraste, o naturalismo falha em todos os três sentidos. Na medida em que cremos que existem valores e responsabilidades morais, então temos bons fundamentos para crer que Deus existe. Além disso, um argumento prático para a crença em Deus é oferecido com base na responsabilidade moral.

Fonte: “The Indispensability of Theological Meta-ethical Foundations for Morality.” Foundations 5 (1997): 9-12.

http://www.apologia.com.br/?p=9
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://foroadventista.com/index.php/board,17.0.html
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A ciência ateísta e o comportamento humano   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A ciência ateísta e o comportamento humano
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» A Dialética Ateísta
» Plano de 6 etapas para mudança de comportamento
» Ateísmo VS Criacionismo - Será essa a controvérsia?
» Ética e Comportamento
» comportamento fisico dos gases

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Guardião da Verdade :: Assuntos Diversos :: Ciências-
Ir para: