Guardião da Verdade

Fórum para estudos teológicos.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 “Não matarás” — Um cristão pode ser militar?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Nerd.
Convidado
avatar


MensagemAssunto: “Não matarás” — Um cristão pode ser militar?   10/24/2007, 18:02

Seguir a carreira militar nem sempre é uma tarefa fácil, mais cedo ou mais tarde você vai se ver diante de uma situação em que tem que matar o “elemento” (bandido) por legítima defesa, e para que haja o cumprimento das leis do Estado que dão ao militar o direito de se defender caso sua vida esteja em perigo, ou seja é matar ou morrer.

Mas um dos mandamentos de Deus nos ordena: “Não matarás” Êxodo cap. 20 vers. 13. É, ai que surge a questão: De acordo com o sexto mandamento, é permitido o cristão seguir carreira militar sabendo que poderá matar alguém algum dia?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marllington Klabin Will
Administrador
Administrador
avatar

Masculino Número de Mensagens : 123
Idade : 28
Localização : Belém, PA
Profissão : Estudante
Interesses : Aprender
Data de inscrição : 03/09/2007

MensagemAssunto: Re: “Não matarás” — Um cristão pode ser militar?   10/24/2007, 20:08

Veja uma dúvida que considero verdadeira e veja a resposta de muitos "crentes", que sabemos que assim respondem porque já passamos por vários fóruns de debate...

Fernando's Multiply SiteHomeBlogPhotos

Atrocidades bíblicas "explicadas" pelos crentes Oct 12, '04 1:43 PM
for everyone

Os crentes vivem repetindo que "Deus é amor". Quando confrontados com as atrocidades e absurdos da Bíblia que, em geral, eles desconhecem, negam a princípio que tais coisas estejam no "Livro Bom". Depois, diante da evidência, apelam para explicações estapafúrdias. Eis algumas das piores:

-"Você está deturpando a palavra de Deus! " (e encerram a discussão).

-"Você é ateu e não consegue entender as coisas de Deus. Aceite a Jesus como seu salvador e tudo ficará claro" (se eles já entenderam, então por que não nos explicam? E não seria mais lógico primeiro analisar e entender e só então aceitar? E se aceitarmos Jesus e o entendimento não vier? Devemos tentar de novo com outro deus e outra religião até conseguir?).

-"Não devemos questionar aquilo que está além de nossa compreensão" (se não podemos entender, também não podemos julgar se é certo ou errado e não devemos aceitar. Pode até ser que Deus exista, mas quem nos garante que é bom e justo?).

-"Antes de lermos a Bíblia, é preciso orar para que Deus nos ajude a entendê-la corretamente" (a Bíblia deveria ser clara e evidente, já que, se fosse a palavra de Deus, seria importantíssima para nós. Se é propositalmente confusa, de quem é a culpa se cada um a entende de um jeito diferente?).

-"Vocês, ateus, estudam a Bíblia a fundo só para nos confundir. Vocês são o anti-Cristo" (ou seja, eles estão admitindo que as palavras de Deus não têm efeito sobre ateus e ainda podem ser usadas para o mal. Acham que sabem mais de Deus do que nós apesar de não terem lido suas palavras ou não conseguirem nos explicar os absurdos e contradições).

-"Você só procura coisas ruins na Bíblia. Procure também as boas". Ou ainda: "Você se esquece das muitas coisas boas que Deus fez" (ou seja, um criminoso que ajuda seus protegidos deve ser julgado pelo bem que faz a eles, não pelo mal que faz às vítimas; um pai que estupra a filha pequena deve ser julgado pela esmola que dá aos pobres, não por detalhes de sua vida particular).

-"Você tem que ver o contexto" (o problema é que eles nunca conseguem explicar direito que contexto é esse, um contexto que não passa a existir só porque eles querem que exista).

-"O importante é a mensagem que Deus nos transmite" (que mensagem podemos tirar da ordem para chacinar todos os cananeus, estuprar as virgens e rasgar a barriga das grávidas? Além disto, já que a tal mensagem nos chegou através de um povo primitivo e bárbaro, como podemos saber se ela não foi deturpada por eles e adaptada para justificar suas atrocidades? Ou, o que é mais provável, simplesmente inventada por eles?).

-"Os judeus mataram os cananeus porque eles adoravam deuses pagãos". E daí, eu pergunto? "Mas eles adoravam ídolos de pedra! ". E daí, eu pergunto, e não consigo resposta.

-"Deus, em sua infinita bondade, mandou matar os cananeus quando ainda eram poucos para que mais tarde não tivesse que matar muitos milhões deles" (o que responder a uma idiotice destas?).

-"As crianças que foram mortas (no Antigo Testamento) já estavam condenadas ao nascer" (predestinação calvinista).

-"Os judeus eram um povo de cerviz dura, portanto Deus lhes deu essas leis, mas Jesus nos trouxe a lei definitiva" (por que não lhes deu logo de início as leis corretas, para que fossem melhorando com o tempo, em vez de incentivar suas barbaridades e esperar milhares de anos até enviar Jesus?).

-"Essas coisas (atrocidades e absurdos) ocorreram durante a Antiga Aliança. Jesus nos trouxe a Nova Aliança e tudo isto se tornou passado" (tornou-se passado mas não deixou de ter acontecido. E Jesus e Yaveh são a mesma pessoa).

-"Deus teve que ser severo com o povo escolhido, às vezes, devido a seus pecados" (e também cruel, injusto, mesquinho, ciumento e sujeito a ataques de raiva, até mesmo com seus profetas, por exemplo obrigando-os a comer bosta e passar vários anos dormindo só de um lado; matou até mesmo quem ofereceu-lhe o incenso errado. Um deus assim só merece medo e ódio, jamais amor).

-"Quando calamidades aconteciam a seus inimigos, os judeus as interpretavam como sendo uma ação direta de Deus para proteger seu povo escolhido e assim registraram na Bíblia. Na verdade, Deus nem sempre interferia. As calamidades eram apenas a consequência inevitável de seus pecados e de sua recusa em aceitá-lo como o verdadeiro Deus" (por exemplo, no caso da morte dos primogênitos do Egito, como se Deus não tivesse outros recursos para transmitir seus mandamentos; e também não explica que "consequências" são essas, que não envolvem a ação de Deus).

-"Ele é Deus e pode fazer o que quiser" (ou seja, ser cruel, injusto, mesquinho, ciumento).

Mas Deus é amor!

=======================

Estas respostas são tão ridículas que estão em separado. Mostram bem o esforço de imaginação a que são obrigados os crentes para justificar o injustificável:

-"Deus esterilizou as mulheres algum tempo antes para que não houvesse crianças na época do dilúvio" (e por que não esterilizou toda a humanidade exceto os antepassados de Noé e sua mulher? Assim o dilúvio não seria necessário).

-"Na verdade, o que parece atrocidade é apenas um problema de tradução errada. Basta se olhar os originais" (e onde estão eles?)

-"Javé era o líder dos anjos caídos. Ele se fez passar por Deus mas o verdadeiro deus enviou Jesus para nos revelar a verdade" (teoria criada pelos primeiros cristãos e adotada por alguns crentes hoje em dia)

Prev: Oremos (para que serve orar?)
Next: Alegações cristãs e respostas adequadas

reply share



Comments:Chronological Reverse Threaded
editdeletereplydocdeoz wrote on Aug 29
Será lido com atenção no devido momento

Paz!

replymensageiroobscuro wrote on Sep 17, edited on Sep 17
Esse deus deles é um monstro que deveria ser apagado da história mundial. Quando fui cristão odiava Jesus e Yaveh, mas por medo do Inferno e do "Diabo".
Eu negava minha personalidade e tudo que sou para viver a ilusão da religião e só consegui ferir minha alma seguindo um caminho que só me destruía me fazendo sentir um lixo.

editdeletereplydocdeoz wrote today at 8:18 PM
Acredito que tudo pode ser explicado pelo direito natural a preservação da vida- a linhagem messiânica foi atacada diversas vezes em uma guerra mortal sem tréguas:

Mateus 2:16 (DO) ¶ Então Herodes, vendo que tinha sido iludido pelos magos, irritou-se muito, e mandou matar todos os meninos que havia em Belém, e em todos os seus contornos, de dois anos para baixo, segundo o tempo que diligentemente inquirira dos magos.

Apocalipse 12:15 (TB) A serpente lançou da sua boca, atrás da mulher, água como um rio, para fazer que ela fosse arrebatada pela corrente.

Ninguém foge ao debate. Exponha as dúvidas, podes editar esse reply e vamos ao repto...

Quanto ao ódio, devemos lembrar que não perco meu tempo com o que não me afeta- sou indiferente...

É isso aí! Uma palhinha do que vamos enfrentar no futuro- ninguém espere compreensão...



_________________
Escute as minhas palavras e preste atenção em tudo o que vou dizer… Darei a minha opinião com franqueza; as minhas palavras serão sinceras, vindas do coração. (Jó 33:1,3)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.google.com/profiles/will.marllington
docdeoz
Global Moderador
Global Moderador
avatar

Masculino Número de Mensagens : 107
Idade : 55
Localização : Porto Alegre-RS
Profissão : Médico
Interesses : Teologia e Filosofia
Data de inscrição : 02/01/2008

MensagemAssunto: Re: “Não matarás” — Um cristão pode ser militar?   1/4/2008, 19:06

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: “Não matarás” — Um cristão pode ser militar?   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
“Não matarás” — Um cristão pode ser militar?
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Cristão pode praticar esportes de luta ou artes marciais
» Será um ateu um revoltado?
» O que é a maçonaria? Um cristão pode ser maçon?
» O cristão pode fazer tatuagem? de a sua opinião.
» INVESTIR

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Guardião da Verdade :: Assuntos Bíblicos :: Outros Temas Bíblicos-
Ir para: